, , ,

CHEGOU O ADVENTO DO NATAL!

No primeiro século da era cristã, um acontecimento mudou para sempre a História da humanidade. Foi um impacto sem igual, em especial para a civilização ocidental, e ultrapassou o campo da religião, trazendo mudança social, cultural, educacional e espiritual para toda a humanidade. Este fato foi o de que nasceu Jesus de Nazaré, em Belém, antiga província romana da Judeia. Hoje, para a cristandade, entramos aos domingos que antecedem o Natal, chamados de ciclos do advento.

Segundo o evangelho, certa noite, o anjo trouxe a grande notícia aos pastores que estavam no campo: “Não tenham medo! Estou aqui a fim de trazer uma boa notícia para vocês, e ela será motivo de grande alegria também para todo o povo!” (Lucas 2:10). Gosto muito destas duas expressões: “Não tenham medo” e “Notícia de grande alegria”. Quando percebemos o que é natal em essência, precisamos admitir que o mundo continua precisando, e muito, destas boas novas. Todos nós precisamos vencer nossos medos e precisamos de verdadeira alegria.

Jesus Cristo veio ao nosso mundo para trazer, em meio a cenários de medo, notícias de alegria para todos os homens. Na época, o povo hebreu era oprimido pela ocupação romana, e ansiava pelo nascimento em Belém do Messias prometido há 600 anos pelo profeta Miqueias (5:2-5). A notícia do advento do natal foi e continua sendo de alegria, paz, luz e libertação.

Ainda que seja quase certo que a data exata do nascimento de Jesus não tenha sido dia 25 de dezembro – pastores não estariam em pleno inverno ao relento guardando seus rebanhos – isso não faz a chegada do natal menos importante. O que importa é que, de fato, Ele nasceu. Deus se humanizou para demonstrar seu grande amor para a humanidade e, por isso, Jesus é o nosso Deus Emanuel (Deus presente). Esta é a mais linda manifestação de amor que a humanidade já pôde conhecer. Esta é a essência desta data: o Pai tornou-se nosso.

Ao longo dos anos, cada povo trouxe sua contribuição cultural à data. Da Alemanha veio a árvore, da Itália o presépio, da Turquia a tradição de São Nicolau, dos EUA vieram os musicais natalinos e a ceia com o peru. Nestes tempos de decoração iluminada, presentes, canções natalinas, ceia, presépios e amigo secreto, o que não podemos é deixar de celebrar a pessoa do natal, Jesus, e o significado espiritual que é a sua vida presente em nosso mundo.

Que neste natal, acima da crise e adversidades, todos nós, pensemos nos outros! Seja você um devedor do amor, um doador, e não um cobrador. Entenda que, com Jesus no coração, você já está no lucro. Neste advento, tenha um coração agradecido, fraterno, altruísta, que no pouco ou na fartura é satisfeito. Na verdade, o aniversariante é Ele, Jesus, e não nós. A celebração é a Ele. Natal é tempo de fraternidade, de dar e receber perdão, é tempo de amor, de paz, de reconciliação entre os homens e o Criador. Então, celebre. Ele venceu o medo e nos trouxe eterna alegria!

Que venha o advento natal de Jesus sobre todos nós. Está chegando o natal, celebremos com votos de paz na terra!

Carlito Paes
Pastor Líder da Igreja da Cidade em São José dos Campos e Rede de Igrejas da Cidade.